INTRODUÇÃO
O objetivo desse Blog é levar você a uma reflexão maior sobre a vida, buscando pela compreensão das leis divinas o equilíbrio
necessário para uma vida saudável e produtiva.

CONSIDERAÇÕES INICIAIS
Prezados irmãos e amigos. Não pretendo com esse Blog modificar o pensamento das pessoas. Não tenho a pretensão de ser dono da verdade, pois acredito que nenhuma religião ou seita detém o privilégio de monopolizá-la. Apenas estou transmitindo informações, demonstrando a minha crença, a minha verdade. Cabe a cada indivíduo a escolha de como quer entender as coisas do mundo em que vive, como quer viver a sua vida, e quais os métodos que quer utilizar para suas colheitas. Como disse Jesus, "A semeadura é livre, mas a colheita é obrigatória", ou seja, o plantio é opcional, você planta o que quiser, mas vai colher o que plantar. Por isto, muito cuidado com o que semear.
Pense nisso!

Dê vida a esse Blog. Comente!
Seu comentário é muito importante!

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

A pedagogia do perdão obedece a cânones diversos. A arte de perdoar só cabe em corações grandes, generosos. Perdoar é medicinal. É um remédio que as farmácias não vendem. Remédio que deve ser buscado no fundo de nossa alma. Remédio produzido diariamente no silêncio da renúncia, da prece e da humildade.

domingo, 26 de agosto de 2012

Privar-se do supérfluo, do desnecessário, abandonar as coisas que não agregam valor em nossa evolução espiritual é demonstração de inteligência e sabedoria. Quanto mais descomplicada for a vida que levamos mais fácil será vivê-la, e mais provável será nos tornarmos mais desprendidos dos valores materiais. Mas há uma diferença entre descomplicar a vida e fugir dela. É necessário, pois, observar que que a vida nos foi dada por acréscimo de misericórdia como necessidade, para aquisição dos valores do Espírito, única riqueza que seremos capazes de ajuntar sem o risco de perder. Fugir da vida, abandonar a luta diante das intempéries e vicissitudes não é só um ato de covardia moral,mas,sobretudo, ausência de sabedoria.

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

De todos os sentimentos a serem trabalhados no ser humano, o perdão, certamente, é dos mais difíceis. Parece mesmo que no atual estágio da Humanidade é impossível. O processo de perdoar pode ser treinado e desenvolvido. Uma das ferramentas básicas para alcançarmos o perdão verdadeiro, é conseguirmos nos manter a uma certa "distância psíquica" da pessoa, do foco, ou seja, conseguirmos analisar o problema como se não fosse conosco.

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Acredito que esse estudo seja de suma importância para nós. Pois. é ele que nos vai ensinar a termos fidelidade a Jesus. E também vai nos ensinar a exercitarmos essa tarefa, a coragem da fé, cujo objetivo é o de nos instruir sobre a necessidade de darmos testemunho de nossa fé em Deus diante das criaturas, e nos esclarecer que esse testemunho implica na observância dos ensinamentos deixados pelo Cristo.

domingo, 12 de agosto de 2012

Nenhum de nós, por mais humilde ou insignificante que se sinta, está desamparado espiritualmente, mesmo aquelas entidades que perambulam na erraticidade, prisioneiras de ilusões, lamentações, remorsos, e que parecem estar abandonados à própria sorte, recebem, incessantemente, o influxo da vontade e da misericórdia de Deus, oferecendo oportunidades e estimulando mudança de cenário.

sábado, 4 de agosto de 2012

Deus, o Criador de todas as coisas, concede ao homem, espírito em processo evolutivo, a liberdade de escolher os seus caminhos e, com isto, traçar, construir o seu próprio destino. Seja qual for a estrada escolhida, o homem se depara com as experiências necessárias, para lhe proporcionar as lições responsáveis por sua evolução espiritual. Cabe ao homem percorrer o caminho escolhido com coragem, com determinação, com paciência, com disciplina, com entusiasmo, para conseguir amealhar em si os valores positivos da experiência, e de elevá-los aos patamares sublimes da espiritualidade superior.

quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Variados problemas que enfrentamos nascem de excessivo envolvimento com situações transitórias, o excesso de preocupação com a vida material. Muitas pessoas apegam-se a situações efêmeras e bens transitórios; vivem estressadas, inquietas, irritadas, abrindo campo para desajustes físicos e psíquicos.